Pulverização aérea: saiba como funciona, os tipos e vantagens

pulverização aérea

Compartilhe

Uma das mais importantes ferramentas de proteção e prevenção contra pragas e doenças, a pulverização aérea é também uma aliada da produtividade desse tipo de serviço.

Afinal de contas, os meios de aplicação permitem um alcance maior, em menos tempo, e dependendo do veículo usado você consegue finalizar o trabalho em poucas horas.

Sem falar na facilidade de acesso a locais difíceis para transitar com o trator, por exemplo, ou em áreas amplas que tornam o uso da mochila nas costas menos recomendável.

Mas então, quando é recomendável utilizar pulverização aérea e quais são as principais vantagens e desvantagens da aplicação aérea? Neste post, vamos tirar essas dúvidas e ainda explicar para você como funciona esse popular e eficiente modelo de pulverização.

O que é a pulverização aérea?

Assim como a pulverização, o modelo aéreo de aplicação desse tipo de produto tem a ver com um meio de controle e prevenção de pragas e doenças na lavoura.

Com a diferença principal de aplicação — não se trata de uma aplicação terrestre, mas auxiliada por veículos aéreos, como aviões, drones e helicópteros.

E existe ainda muita desinformação sobre o assunto, com relação à sua eficácia e segurança. Mas é inegável que a pulverização aérea é, sim, segura e também eficiente. 

Tem, inclusive, muitas vantagens em relação aos outros tipos de pulverização. Assim como existem desafios e pontos de atenção para o seu planejamento e execução na lavoura.

quantos hectares um avião agrícola pulveriza por dia

Só que não dá para relevar o fato de que a pulverização aérea chegou para auxiliar a produção em larga escala. Afinal de contas, independentemente do veículo usado, o raio de atuação é maior e em menos tempo. O que agiliza a produtividade e permite uma pulverização mais eficaz em campos com bastante área. 

Conheça o estado da arte em pulverização aérea e veja os diferenciais do StratusH12!

Como funciona na prática a pulverização área?

É importante observar o quanto esse processo é realizado por meio de grande dose de planejamento e cuidado. Afinal, agrotóxicos devem ser manipulados com extremo cuidado. E sua aplicação com o auxílio de veículos deve levar uma série de fatores em consideração.

Por isso, a primeira etapa para a condução dessa atividade na lavoura consiste em avaliar toda a área da plantação e suas respectivas necessidades. Por meio desse trabalho é que identifica-se precisamente: 

  • a praga existente ou o tipo de prevenção desejado;
  • a etapa em que a planta se encontra;
  • o tipo de cultura.

Em seguida, são determinados os produtos adequados para suprir a sua demanda e também a proporção de agrotóxico junto com água — que, combinados, se tornam uma mistura conhecida popularmente como calda.

Finalizado o processo de planejamento, vale reforçar que você deve contar com um piloto com licença especial para esse tipo de atividade. E é a partir daí que os detalhes finais são definidos, como o estudo do terreno e até mesmo a avaliação das condições meteorológicas.

Com isso, fica mais fácil prever a aplicação com mais precisão e sem riscos de perder a eficácia do produto (em ocorrência de chuva, por exemplo).

Vale observar, ainda, que a pulverização aérea com avião e helicóptero são as atividades que mais envolvem etapas de planejamento. Isso porque, a pulverização com drone é feita de modo autônomo, sem um piloto no veículo, efetivamente — embora os profissionais tenham que ser igualmente licenciados para pilotar esse tipo de veículo.

Quanto custa a pulverização com avião?

No site da Embraer (2017) podemos fazer uma avaliação primária de quanto custa a pulverização com avião. Isso tudo, a partir de custos unitários do serviço.

Dessa maneira, o valor considerado à época é de R$ 9,33/ha para pulverização aérea — isso calculado para veículos aéreos movidos a gasolina de aviação —, e de e R$ 5,90/ha para pulverização aérea para veículos com motor a etanol.

O valor em geral de um serviço desse variava entre R$ 1,6 milhão e R$ 9,2 milhões. Contudo, é importante observar as variações econômicas para identificar uma variação importante de preço.

Inclusive, com a popularização da pulverização com drone, o serviço pode ter ficado até mesmo mais acessível. Afinal de contas, não há o uso de etanol ou gasolina que o avião e o helicóptero demandam para seus respectivos funcionamentos.

Quantos hectares um avião agrícola pulveriza por dia?

Tratores modernos se pautam pela possibilidade e capacidade de pulverizar, em média, algo em torno de 25 hectares por hora.

quanto custa pulverização com avião

Quando comparamos esse número com a pulverização aérea — auxiliada por meio de um avião —, por exemplo, percebe-se a grande diferença entre os métodos: no mesmo intervalo de tempo, o avião pode aplicar cerca de 90 hectares.

Só que não para por aí: o avião também não impacta tão negativamente a lavoura como um trator — especula-se que o veículo terrestre pode destruir até 1,5% da lavoura em cada aplicação de pulverização.

Tem outro ponto importante que pode fazer você considerar a pulverização aérea: o país é o segundo do ranking global com a maior frota de aviões agrícolas do mundo (são 1,5 mil aeronaves), enquanto a liderança fica com os EUA e suas 10 mil aeronaves.

Quando é recomendável utilizar pulverização aérea?

Embora a pulverização aérea com aviões, helicópteros e drones tenham aplicações distintas, todas elas carregam algumas recomendações de uso em comum.

Por exemplo, em casos nos quais as plantas sejam mais altas ou quando se trata de uma lavoura irrigada por inundação. Ou mesmo quando o acesso ao terreno é dificultado e não é possível chegar com facilidade (ou sem destruir parte da lavoura) com um trator.

Mas a pulverização com aviões é mais considerada em áreas nas quais os terrenos são grandes. 

Já os helicópteros podem voar ainda mais baixo do que os aviões e conseguem pulverizar de maneira mais direcionada e em menor velocidade. Isso agrega em precisão e em menor quantidade de perda dos defensivos.

O que também vale,de maneira similar, para os drones, que têm aplicação ainda mais direcionada.

Tipos de pulverização aérea

Como destacamos, a pulverização aérea é realizada a partir do uso de três tipos de veículos: os drones, os aviões e os helicópteros.

Também destacamos o quanto cada um deles possui características singulares que permite ações específicas, garantindo ainda mais eficácia à ação de pulverização.

Por isso, vamos falar rapidamente sobre cada um deles, logo a seguir, para que não restem dúvidas sobre qual veículo buscar para realizar uma pulverização aérea.

Aviões

Pulverização com aviões é uma das modalidades mais populares porque tem alta rapidez de aplicação, entre suas principais vantagens, e também o tanque de combustível da aeronave permite voos mais longos e, consequentemente, maior cobertura de aplicação.

É, também, o mais indicado para áreas de cultivo mais amplas e extensas.

Helicópteros

Os helicópteros são uma boa alternativa ao avião porque sua velocidade menor de voo permite uma aplicação mais precisa e direcionada. Além disso, esse tipo de aeronave pode se aproximar ainda mais da cultura, oferecendo um trabalho bem específico.

Drones

Os drones são aeronaves pilotadas à distância e portáteis. Esse tipo de aeronave é bastante considerado especialmente para aplicações de precisão em áreas de cultivo que são consideradas de difícil acesso.

pulverização aérea com drones

Quais as principais vantagens da aplicação aérea?

Também já deve ter dado para compreender algumas das vantagens da pulverização com base nos tópicos anteriores. Mas vale destacá-las, uma vez que existem maneiras de considerar o método com mais facilidade a partir das características da sua lavoura.

Confira, abaixo, quais são!

Rapidez na aplicação

A rapidez na aplicação é, certamente, uma das grandes vantagens da pulverização aérea. Pois, como mencionamos, um avião consegue cobrir quase 100 hectares por hora — multiplique isso para lavouras com milhares de hectares. 

Nesse sentido, o método de aplicação pode trazer mais produtividade, economia de tempo e de recursos e assertividade ao processo, como um todo.

Evita o amassamento das plantas e do solo

Vale destacar que esse tipo de pulverização evita o amassamento das plantas e do solo — algo que é uma prática até comum quando o método é aplicado com o trator, por exemplo.

Portanto, dá para considerar que a pulverização aérea gera menos prejuízos e desperdícios da sua lavoura, em seu esforço para protegê-la e prevenir-se contra pragas e doenças no cultivo.

Altura das plantas

A altura das plantas pode ser um problema para quem apenas possui métodos de pulverização terrestre em seu repertório. Afinal de contas, muitas culturas podem chegar a dois metros de altura — às vezes, até mais —, como é o caso da cana, do milho e do café.

Nessas situações, a pulverização terrestre é inviabilizada e o método aéreo deve ser considerado.

Urgência e precisão

Certas pragas demanda urgência na aplicação da pulverização, como:

  • percevejos;
  • bicudo-do-algodoeiro;
  • ferrugem da soja.

Entre outras, e o motivo para uma resposta quase imediata é que essas pragas podem acabar com uma plantação inteira em questão de dias. Assim, o avião se mostra uma solução imediata para o controle urgente de pragas e doenças antes que se espalhem.

O que também vale destacar, aqui, a precisão da pulverização aérea. Com GPS e outras soluções tecnológicas, o produto é aplicado com mais assertividade, evitando a temida deriva e o desperdício dos produtos aplicados — sem falar na lavoura.

Uniformidade e economia

Por fim, é bom destacar a uniformidade causada pela pulverização aérea. Afinal, independentemente do veículo utilizado, é possível manter uma velocidade estável durante toda a aplicação.

E assim — mais as soluções automatizadas de vazão do produto defensivo — fica mais fácil obter uma aplicação uniforme por toda a lavoura.

preço pulverização aérea

Consequentemente,esse método de pulverização é econômico. E por diversos motivos: além da precisão e assertividade do defensivo, o combustível consumido tende a ser menor do que o utilizado em uma pulverização com trator, por exemplo.

A pulverização aérea também consome menos água (até 70% a menos do que a pulverização com veículos terrestres). É uma maneira de investir mais na solução, mas de obter um retorno significativo em outras frentes, por exemplo.

Quais as vantagens da pulverização aérea em comparação com a pulverização terrestre?

Como deve ter dado para perceber, existem diferenças perceptíveis entre a aplicação aérea e a aplicação terrestre. Ambas têm, inclusive, suas vantagens e respectivos desafios.

Mas podemos destacar alguns elementos como mais visíveis, em um comparativo rápido entre ambos os tipos de pulverização. O primeiro deles é a capacidade operacional da pulverização aérea, que se mostra mais eficiente para cobrir uma área maior em menos tempo. 

O que também favorece o método para controles urgentes de pragas e doenças. Além disso, mencionamos que a pulverização aérea se beneficia de impactar menos o solo, quando comparamos com a pulverização terrestre. 

Pois tende a ser algo comum, quando a pulverização é aplicada pelo trator, os seguintes problemas: 

  • compactação do solo;
  • prejuízo às culturas, como o amassamento das plantas.

Só é necessário observar com mais atenção o risco de causar a deriva dos fitossanitários porque o produto sendo aplicado de uma distância maior pode dispersar com facilidade sem a devida atenção com as condições meteorológicas nos dias da aplicação e também nos dias posteriores.

Mesmo assim, é um patamar significativo de mudança ao optar pela pulverização aérea.

Conheça o estado da arte em pulverização aérea e veja os diferenciais do StratusH12!

Conclusão

Vimos, ao longo deste artigo, que a pulverização aérea tem características únicas que fazem a sua aplicação ser recomendada diante de diversas situações.

Ela se destaca pela precisão,uniformidade, direcionamento e também por cobrir uma área maior em menos tempo. São questões determinantes para optar entre esse método e os tipos de pulverização terrestre.

Esperamos que este post tenha servido para auxiliar a sua tomada de decisão!

Junte se a nós!

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades da ARYS.

Veja mais:

taxa variável
Sem categoria

Taxa variável e sua aplicação na agricultura

Aumentar a eficiência e reduzir os desperdícios e prejuízos — essa é a uma das principais ambições de qualquer empreendedor, independentemente do ramo de atuação.

MENU

%d bloggers like this: