Drones na agricultura: entenda a importância para os produtores

drones na agricultura

Compartilhe

Os drones são veículos aéreos e compactos, pilotados à distância para os mais diversos fins. E, quando falamos em drones na agricultura, esses fins são tão variados quanto produtivos para agregar à sua rotina na lavoura.

Afinal de contas, essa tecnologia traz versatilidade na aplicação de defensivos, mas é também de suma importância para a agricultura de precisão. Pois seus recursos e ferramentas associadas podem gerar análises precisas e valiosas para a tomada de decisão.

Mas para que você tenha todas as respostas à mão sobre o assunto, preparamos este post. Siga com a leitura abaixo e aprenda conosco qual é a importância dos drones na agricultura, quais são os tipos de produtos adequados para o setor e como você e o seu trabalho podem se beneficiar dessa solução!

O que são os drones?

O nome deriva do inglês e remete aos zangões — insetos alados que fazem um característico zumbido quando estão no ar.

Similar ao que acontece com os drones, que são aeronaves não tripuladas (ou Veículos Aéreos Não Tripulados, que ganham a sigla de VANT). Elas podem ser usadas para diversos propósitos, como a realização de fotografias e vídeos, e também para uso em diversos serviços e setores da sociedade (para uso militar, inclusive).

Quando falamos em drones na agricultura, contudo, estamos diante de uma nova revolução do setor. Isso porque, a tecnologia permite que o agricultor ou produtor rural tenham acesso a uma nova perspectiva de suas lavouras.

Por meio de um controle remoto, eles conseguem sobrevoar a área de plantio e tomar decisões mais precisas e assertivas. Mas vai além: diversos modelos de drones também podem carregar defensivos e aplicá-los na área desejada — sendo um valioso método de pulverização, atualmente.

Quer saber mais sobre a revolução dos drones na agricultura? Conheça o Stratus H12 e entenda como transformar a sua pulverização em arte!

Qual a diferença entre drones e VANTs?

Importante destacar que, embora tenhamos dito que os drones são VANTs, isso varia conforme o modelo da aeronave.

Por exemplo: drones, em geral, são considerados aeromodelos e podem ser usados para competições, exibições de lazer ou simplesmente para entretenimento. São, então, produtos focados no uso recreativo, em sua essência, e não demandam algum tipo de licença ou autorização especial para utilização.

Já os VANTs possuem características que os drones também possuem, mas as especificações, os princípios ou mesmo o uso de aplicação da aeronave são distintos. Em geral, eles vêm acompanhados de outras ferramentas, como:

  • câmeras;
  • sensores;
  • algum tipo de produto acoplado à aeronave.

Assim, o Veículo Aéreo Não Tripulado é um drone, mas cujos modelos têm destinação comercial ou para uso em setores distintos (como o militar, que mencionamos acima). O que também diz respeito ao uso dos drones na agricultura.

qual melhor drone para agricultura

Tipos de drones

Quando falamos em drones, no geral, ou mesmo em VANTs estamos nos referindo a todos os modelos de aeronaves não tripuladas.

Contudo, existem diferentes tipos de drones e vale a pena conhecê-los para entender, detalhadamente,as vantagens e particularidades de cada um. Assim, fica mais fácil avaliar e identificar as melhores aeronaves para cada objetivo ou necessidade. Veja mais, a seguir!

Multi-rotor

Esse é o modelo de drone mais conhecido e usado do mundo, composto por um sistema de voo similar ao de helicópteros. Contudo, o modelo atua como um quadricóptero, tendo quatro hélices distribuídas sobre o modelo e cuja rotação em alta velocidade (as rotações por minuto, ou RPM) permite estabilidade aérea e as manobras, conforme o comando. 

Entretanto, existem algumas desvantagens nesse drone (ou limitações em decorrência do modelo em si). Por exemplo: eles não possuem grande velocidade, tampouco resistência e autonomia de voo.

Mas isso não os torna inúteis. Pelo contrário: existem boas utilizações desse tipo de drone na agricultura, como o monitoramento aéreo de grandes áreas e a facilidade de percorrer o campo com mais facilidade. Isso tudo, com a facilidade de uso, pois os drones multi-rotor são naturalmente mais práticos e simples de manusear, garantindo um bom uso geral.

Asa fixa

Os drones com modelo de asa fixa são aqueles que têm formato similar a uma asa delta. Portanto, já empreende uma diferenciação robusta quando comparamos com o drone multi-rotor, por exemplo.

O que também implica nas suas características e nas possibilidades de uso. Com o drone de asa fixa, a hélice fica posicionada na traseira do dispositivo, impulsionando-o para frente.

E aqui já reside outra distinção com drone multi-rotor: as asas permitem que a energia aplicada seja usada apenas para direcionar o modelo adiante, agregando em mais autonomia. E assim ele se torna uma boa opção para cobrir grandes áreas — que pode variar bastante, indo de 40 minutos por bateria e podendo se estender a longas horas.

É esse tipo de drone, inclusive, que tem mais aplicação no setor militar. Por ser rápido e ter bastante autonomia, é um bom modelo para esse propósito.

Drone de rotor único

O drone de rotor único é, verdadeiramente, um helicóptero em miniatura, já que sua hélice e cauda são inspiradas nas grandes aeronaves. E, inclusive, tendem a ter um porte mais robusto, considerando que certos modelos são movidos a gasolina, inclusive.

São, então, aeronaves mais confiáveis para o transporte de pequenas cargas e servem também por conta da elevada autonomia do modelo. Contudo, os custos elevados de aquisição e a manutenção mais complexa (assim como o seu funcionamento) espantam esse tipo de drone de diversos perfis de consumidor.

Drone híbrido

Por falar em distinções de modelos, que tal falarmos sobre um tipo que mistura o melhor de ambos os mundos?

O drone híbrido possui asas fixas, mas também conta com recursos para entrar no modo de voo vertical. Dessa maneira, você alterna entre eles de maneira a alinhar-se às suas necessidades e objetivos.

E um dos grandes diferenciais desse modelo é a sua elevada autonomia. Afinal de contas, o drone permite que você personalize o voo conforme as características do seu propósito, valorizando todos os seus recursos ao máximo.

Conheça o Stratus H12 e entenda como transformar a sua pulverização em arte

Qual é o melhor drone para agricultura?

É necessário mencionar que as vantagens e desvantagens de cada drone são, na verdade, proximidades com o que você busca em um aeromodelo desses.

Assim, o melhor drone para agricultura é aquele que mais tem a ver com os seus objetivos e que disponibilize os melhores recursos para isso. 

Contudo, você tem que ficar de olho em outros aspectos que permitem um alinhamento mais efetivo com os diferentes tipos de drones. Como é o caso da legislação vigente do nosso país.

Embora o uso de drones seja regulado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), certos modelos de VANTs demandam certificações e registros necessários para a utilização deles. E você pode consultar quais são neste link aqui.

Além disso, quando falamos em drones para agricultura, podemos indicar um modelo que é uma verdadeira obra de arte nesse sentido: o Stratus H12.

Nossa solução é um pulverizador com tecnologia de geração híbrida para oferecer autonomia de voo normal e facilitar todas as suas operações de monitoramento, análise e aplicação de defensivos na agricultura.

Com o Stratus H12, você ganha em produtividade diária, passa a combater pragas e doenças com agilidade e ainda obtém mais controle sobre o que acontece na sua lavoura.

E o melhor: com um custo operacional até 3 vezes menor e uma autonomia até 3 vezes superior (quando comparamos com alternativas elétricas). O que significa que você pode pulverizar uma área maior diariamente e sem necessariamente aumentar suas despesas.

Destaque também para outras características desse eficiente drone na agricultura:

  • sistema customizável como um pulverizador de grande porte;
  • acompanha 5 bicos para personalizar sua experiência conforme objetivos e necessidades;
  • faixa útil de pulverização variável entre 5 e 7 metros.

Além disso, você passa a ter mais flexibilidade para pulverizar diferentes áreas, podendo definir diferentes velocidades e alturas para cada necessidade de pulverização.

Qual a importância dos drones na agricultura?

Com tudo o que falamos até aqui, deve ter ficado claro que o drone na agricultura não é uma tendência: chegou para ficar e sobrevoar as lavouras do mundo inteiro.

drones na agricultura

Mas vale destacar tanto a versatilidade quanto a abrangência de possibilidades que apenas enaltecem mais a importância desse tipo de solução no setor. Especialmente, quando acompanhada de funções, ferramentas e recursos diferenciados para agregar mais valor ao seu trabalho.

E a seguir vamos explicar melhor essa importância a partir de algumas utilizações interessantes que você pode realizar com os drones na agricultura.

Detecção de falhas de plantio

Um dos usos mais eficientes do drone na plantação é a sua perspectiva diferenciada, que permite uma análise e controle precisos sobre as falhas consideráveis no plantio.

O que favorece, também, no que deve ser feito para ajustar, consertar ou replanejar a fim de obter mais resultados — como replantar determinada área. Além disso, você consegue calcular a quantidade de mudas que devem ser adquiridas, permitindo um orçamento mais enxuto para cada tipo de ação tomada.

Sem falar que isso otimiza ao máximo a sua produtividade e gera um rendimento melhor em toda a lavoura.

Contagem de plantas

Com o registro de imagens, os drones na agricultura são de grande valia para você fazer a contagem de plantas. Especialmente, quando essas imagens são processadas, posteriormente, com o auxílio de um software específico.

Como resultado, você passa a ter um controle mais ágil e preciso sobre o número de culturas que você possui e obtém mais poder de análise e decisão. Tudo com agilidade e a possibilidade de agregar resultados mais impactantes.

Mais uma vez, então, você ganha em:

  • produtividade;
  • economia de tempo;
  • economia de recursos;
  • poder analítico;
  • agilidade na tomada de decisão.

Identificação de pragas

Chega de tanto trabalho manual e demorado para certificar-se de questões cujos segundos impactam (positiva ou negativamente) na sua lavoura.

Os drones na agricultura podem tornar a identificação de pragas ainda mais rápida. Isso porque, grande parte delas pode ser visualizada com facilidade — especialmente, sob uma perspectiva privilegiada. A seguir, vamos mostrar alguns exemplos:

  • as pragas que possuem hábito subterrâneo;
  • algumas pragas secundárias e ocasionais;
  • lagarta-do-cartucho;
  • cigarrinha-do-milho;
  • larva-alfinete.

O mapeamento de doenças e pragas pode ser feito com o drone, portanto, e ainda mais com o auxílio de sensores e ferramentas específicas para isso. Consequentemente, seus prejuízos serão menores e a tomada de decisão para pulverizar determinada área, por exemplo, passa a ser ainda mais ágil.

Pulverização

Já falamos bastante, por aqui, da importância dos drones na pulverização. Inclusive, é um dos grandes diferenciais do nosso Stratus H12. Mas é sempre importante destacar o quanto essas aeronaves não tripuladas têm um papel relevante nesse tipo de atividade.

Isso porque, você pode controlar o drone para acessar áreas difíceis e que tendem a gerar perdas pelo pisoteio ou por conta de um maquinário terrestre. E o processo em si nem tende a mudar muito, já que o preparo da calda permanece igual, por exemplo.

qual a importância dos drones na agricultura

Existem, ainda, outros benefícios na utilização do drone na agricultura, como:

  • seus profissionais passam a correr menos risco de exposição aos defensivos agrícolas e outros produtos utilizados;
  • a aeronave é pilotada remotamente;
  • a cobertura de voo garante mais produtividade em menos tempo.

Ou seja: sobram pontos positivos para que você considere o uso de drones na agricultura. E, especificamente, consiga qualificar ainda mais o trabalho na sua lavoura.

Vale a pena ter um drone na minha lavoura?

A amplitude de possibilidades proporcionada pelo drone é invejável. Vimos, inclusive, que você pode usar esse dispositivo não apenas para a pulverização aérea, mas serve como uma ferramenta de análise, monitoramento e preventiva, até.

E os aspectos positivos obtidos desse trabalho são também variados. Alguns exemplos:

  • você ganha abrangência e facilidade para o monitoramento das áreas de plantio;
  • seu tempo das operações é reduzido, permitindo um equilíbrio maior com a produtividade para cobrir áreas mais extensas do campo;
  • o retorno sobre investimento é perceptível, uma vez que o drone minimiza o tempo de trabalho, reduz perdas e prejuízos e aumenta a capacidade de produção;
  • você se alinha aos conceitos da indústria 4.0 (ou agricultura 4.0, focando exclusivamente no setor), gerando diferenciais competitivos para o seu negócio;
  • tem um aliado de peso para realizar a pulverização de pragas e doenças na sua lavoura.

São benefícios que se acumulam, deu para perceber? Com o uso estratégico do drone na agricultura, seu trabalho deixa de ser tão mecânico, arriscado e baseado em palpites. E, por outro lado, ganha em tempo, produção, segurança e economias múltiplas.

E deve ter ficado claro que não se trata de uma simples projeção, mas de dados e argumentos factuais. O drone na agricultura é uma verdadeira revolução que chegou para transformar de vez o trabalho no setor e ajudar desde o micro produtor às grandes indústrias do ramo.

Também, destacamos que o melhor drone para agricultura é aquele que tem tudo a ver com as suas necessidades e objetivos, lembra-se? E nós acreditamos que conhecemos profundamente as demandas do seu setor de trabalho.

Por isso, convidamos você a saber mais sobre a nossa solução e entender como ela pode fazer a diferença no seu dia a dia.

Conheça o Stratus H12 e entenda como transformar a sua pulverização em arte

Conclusão

Neste post, falamos sobre a importância dos drones na agricultura. Para isso, exploramos os diferenciais desse tipo de tecnologia e também as amplas utilizações que esse dispositivo tem na sociedade, atualmente.

Em seguida, exploramos os diferentes modelos e entendemos que um sistema híbrido pode ser o diferencial de peso para agregar vantagens competitivas à sua lavoura.

tipos de drones para agricultura

Ao destacarmos as características do Stratus H12, nós mostramos o quanto um drone na agricultura pode transformar o seu trabalho para melhor. E ainda mostramos quais podem ser as aplicações de uso desse tipo de solução e mostramos que, para cada uma delas, benefícios se multiplicam na sua rotina produtiva.

Por isso, esperamos que tenha ficado claro o quanto essa tecnologia chegou para ser, de fato, revolucionária e auxiliar você a tornar o seu trabalho mais produtivo, econômico, eficiente e seguro. E conte conosco para alçar voos maiores rumo ao seu sucesso na produção agrícola!

Junte se a nós!

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades da ARYS.

Veja mais:

taxa variável
Sem categoria

Taxa variável e sua aplicação na agricultura

Aumentar a eficiência e reduzir os desperdícios e prejuízos — essa é a uma das principais ambições de qualquer empreendedor, independentemente do ramo de atuação.

MENU

%d bloggers like this: